França libera, nesta sexta, cerca de um milhão de reais a programa de apoio a venezuelanos no Brasil

O Embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet, assina, nesta sexta-feira (14), uma convenção, por meio da qual o governo francês liberará 200 mil euros (cerca de um milhão de reais) à Cáritas Arquidiocesana de Manaus, em assistência humanitária aos venezuelanos instalados na capital do Amazonas. A solenidade acontecerá, às 15h, na Residência Embaixada da França em Brasília (SES Av. das Nações), em presença do padre Orlando Gonçalvez Barbosa, presidente da instituição ( ligada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB), e de representantes do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

O trabalho será desenvolvido em coordenação com a Acnur, no âmbito do programa de interiorização, implementado pelo governo brasileiro. Concedido excepcionalmente, por meio do Centro de Crise e de Apoio do Ministério da Europa e das Relações Exteriores da França, os recursos ajudarão a Cáritas no acolhimento e integração de 65 famílias de imigrantes em Manaus. Os beneficados contarão com o auxílio para despesas com moradia, documentação, cursos de português, formações profissionalizantes, etc. ao longo de 10 meses.

Por meio da iniciativa, o governo francês expressa sua solidariedade ao Brasil, na gestão da crise migratória venezuelana, e saúda os expressivos esforços empreendidos pelas autoridades brasileiras no acolhimento de migrantes vindos da Venezuela, honrando a tradição de hospitalidade da República Federativa do Brasil. A colaboração francesa visa igualmente a aliviar o Estado de Roraima, que se vê diante de grandes desafios no recebimento dos imigrantes venezuelanos.

A assinatura poderá ser coberta pelos veículos de comunicação interessados.

Contato: sarah.viana@diplomatie.gouv.fr

publié le 12/09/2018

haut de la page