Liberdade de Imprensa

Liberdade de Imprensa – Conferência Internacional "As sociedades civis, as mídias e o poder público: a democracia frente à manipulação de informações" (Paris, 4 de abril de 2018)

O Sr. Jean-Yves Le Drian, Ministro da Europa e das Relações exteriores, encerrou no dia 04 de abril, a Conferência Internacional "As sociedades civis, as mídias e o poder público: a democracia frente à manipulação de informações", organizada pelo Ministério da Europa e das Relações Exteriores, no Centro de Conferências Ministeriais. A Conferência foi inaugurada pela Sra. Françoise Nyssen, Ministra da Cultura.

Como testemunhado através de inúmeros casos de manipulação da opinião pública, particularmente no período que antecede as eleições, os Estados integram abertamente à sua doutrina o uso de meios de informação com o objetivo de desestabilizar seus adversários. Grupos não estatais também podem aderir à esses tipos de ações, como comprovado no caso da Cambridge Analytica.

Como mencionado pelo Sr. Ministro, Jean-Yves Le Drian em seu discurso de apresentação da estratégia digital internacional da França, em 15 de dezembro passado, as campanhas de desinformação se baseiam no uso maciço do espaço digital e representam uma ameaça à democracia e um ataque à soberania dos Estados envolvidos. A disseminação de informações confiáveis, verificadas e sólidas, que respeitem o pluralismo de opinião, representa um desafio para a democracia. Somente a vigilância coletiva tanto da mídia quanto dos atores da sociedade civil permitirá preservar a essência de nossa vida democrática: a capacidade dos cidadãos de formar uma opinião de forma autônoma.

Aqueles que se engajam em táticas manipuladoras tentam se voltar contra os princípios que fundamentam a nossa democracia: a abertura, a liberdade de informação e de comunicação - para torná-la instrumento de ingerência e de desestabilização.

A conferência tem como objetivo reunir todas as partes interessadas, franceses e estrangeiros, em torno de uma agenda de soluções concretas, democráticas e colaborativas para lidar com a manipulação de informações. Especialistas e personalidades engajadas de horizontes variados, são convidados a debater sobre a resiliência das sociedades democráticas e das mídias face à esse desafio, assim como o papel do poder público no que diz respeito à desinformação. A conferência será precedida por oficinas fechadas, permitindo que especialistas da sociedade civil (pesquisadores, empresas, em particular) debatam com os representantes das administrações, novas formas de ações utilizadas pelos autores dessas interferências.

A Conferência tem como objetivo elaborar medidas qui visem a proteção da vida democrática, e responsabilizar as plataformas digitais, conforme a com a vontade do Presidente da República, expressas por ocasião dos votos formulados para a imprensa, no dia 03 de janeiro de 2018.

publié le 05/04/2018

haut de la page