Palavra do Embaixador

Caros compatriotas,

Caros amigos da França no Brasil,

Há alguns dias assumi minhas funções de Embaixador da França no Brasil, após 4 anos nos Emirados Árabes Unidos e com uma carreira dividida entre o Oriente Médio e questões político-militares. É com muito entusiasmo e interesse que inicio esta nova etapa da minha vida neste grande país que é o Brasil.

Tenho pleno conhecimento da responsabilidade que me foi atribuída pelo Presidente da República, de reforçar nossa relação bilateral, fundada em uma amizade antiga e profunda, com caráter singular, tanto em termos econômicos e militares, quanto em termos culturais, científicos e universitários, que ultrapassa as questões relativas à fronteira que nos conecta através da Guiana Francesa, e necessita de um engajamento e de uma atenção cada vez maiores.

Nas últimas eleições presidenciais, a França fez a escolha de permanecer um país aberto ao mundo, ancorado na União Europeia e voltado para o futuro. Ela continua profundamente vinculada aos valores de paz, democracia, solidariedade internacional e defesa do multilateralismo. E eu sei que os nossos amigos brasileiros também compartilham dos mesmos valores. A França está plenamente mobilizada em prol da luta contra a mudança climática. Unidos desde 2006 por uma parceria estratégica, nossos dois países têm, juntos, a capacidade de enfrentarem os desafios globais contemporâneos através de um diálogo político de alto nível.

Embora o Brasil atravesse uma recessão há 3 anos, a França nunca deixou de acreditar no futuro de sua economia. Nós fomos o seu 4° maior investidor estrangeiro em 2016. Aproveito para agradecer a todos aqueles que contribuem para esse dinamismo, particularmente às 850 filiais de empresas francesas instaladas no Brasil que empregam mais de 500.000 brasileiros, bem como a todos os atores da « équipe de France » que trabalham para que o Brasil continue sendo o primeiro parceiro da França na América Latina. Sei que posso contar com eles também neste momento em que o Brasil retoma o caminho do crescimento. A realização do Fórum Econômico Franco-brasileiro em dezembro, em Brasília, será um importante encontro econômico entre os nossos países. Fico muito feliz de poder contribuir para sua organização.

Fiz questão de fazer uma reunião com toda a rede francesa no Brasil logo após a minha chegada. Depois de escutar nossos cônsules-gerais, cônsules honorários e representantes políticos, pude ter uma ampla visão das expectativas de uma comunidade francesa de mais de 20.000 pessoas, que deve enfrentar, ao lado dos brasileiros, as dificuldades econômicas e relativas à segurança desses últimos anos. O reforço da cooperação cultural, científica e universitária particularmente densa que nós cultivamos juntos há vários anos será um dos pontos centrais da minha missão. E, naturalmente, quero que o esporte continue a ocupar um lugar privilegiado nos nossos intercâmbios, visto que Paris sediará os Jogos Olímpicos de 2024. As perspectivas de parcerias nessa área entre nossos países são muito fortes.

Assim como o meu antecessor, Laurent Bili, sei que poderei contar com a confiança de vocês, a fim de que possamos trabalhar juntos para intensificarmos ainda mais nossa relação bilateral. Estejam certos de poder contar com o meu comprometimento, bem como com o da equipe da embaixada, dos nossos três cônsules-gerais e o de toda a nossa rede.

A embaixada não é uma entidade inacessível: eu me certificarei que ela seja sempre solícita e esteja a disposição de vocês. Será uma grande satisfação encontrá-los em breve!

Viva a amizade franco-brasileira!

publié le 16/10/2017

haut de la page