Universidade Regional francesa BELC reúne professores brasileiros e argentinos na Aliança francesa de Brasília

JPEG

França, Brasil e Argentina entraram em campo, em Brasília, de 4 a 8 de fevereiro! Não, não foi no futebol, mas também despertou paixões!

O local do encontro foi a Aliança Francesa de Brasilia, que virou sede da Universidade francesa BELC, e recebeu 140 professores de francês brasileiros e argentinos, em um treinamento intensivo de francês!

Objetivo do evento foi oferecer a professores de francês da América Latina uma reflexão sobre novas práticas e ferramentas, bem como compartilhar as melhores experiências no atendimento aos desafios que esses profissionais enfrentam.

Durante cinco dias, os participantes discutiram sobre uso de tablet/smartphones e redes sociais nas aulas de francês, sobre Francofonia na África e no Caribe e conheceram mais sobre o uso rádio como ferramenta nas aulas de francês. Eles também fizeram oficinas de teatro, entre outras dinâmicas.

Os jornalistas da Rádio França Internacional, Delphine Barreau e Yvan Amar, vieram especialmente da França para o evento e criaram programas de rádio com professores, que foram transmitidos diariamente pela RFI.

Outro ponto forte foi a presença do renomado geógrafo francês, Hervé Théry, especializado no Brasil. Ele fez a palestra "Uma perspectiva franco-brasileira sobre as disparidades e dinâmicas do território brasileiro".

Para a adida de cooperação educativa, Catherine Petillon, foi um projeto inovador, que teve como destaque o apronfundamento da qualificação dos professores de francês que atuam nas escolas integrais do sistema público de ensino.

Professores bilíngues de cidades como Manaus, Niterói e Recife também tiveram a oportunidade de compartilhar suas experiências com professores de cidades como Florianópolis e Macapá, ainda em fase de preparação para introduzir aulas de francês nas suas escolas de período integral.

A Universidade BELC é um curso internacionalmente reconhecido, que oferece a oportunidade de descobrir ou aprofundar novas práticas e apoiar um desenvolvimento de carreira dinâmico.

O embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet destacou que a iniciativa está em consonância com a política linguística da embaixada, que promove a educação em língua francesa de qualidade, apoia a formação de professores em serviço e se concentra na inovação para aumentar a atratividade do francês. “Nossas prioridades incluem o desenvolvimento de escolas e aulas bilíngues, incluindo Niterói, Recife, Manaus e Macapá. Também estamos trabalhando no desenvolvimento do francês em universidades e institutos federais através de um ambicioso programa de leitores”, afirmou.

O embaixador lembrou que a ação da embaixada também está em consonância com a grande campanha para promover o francês e o multilinguismo, pedida pelo Presidente da República da França, Emmanuel Macron, cujo objetivo é coletar propostas concretas para a promoção da língua francesa e do plurilinguismo. Iintitulada "Minha Ideia para Francês", a campanha é também uma consulta pública aberta em todo o mundo e que cada interessado pode participar pelo site https://www.monideepourlefrancais.fr/fr/

publié le 09/02/2018

haut de la page