Agenda Cultural e de Cooperação de Brasilia

fevereiro de 2020 (3)

  • 5

    fevereiro

    5 de fevereiro de 2020

    Chocolate

    O cinema Le Corbusier da Embaixada da França retoma as atividades nesta quarta-feira!
    Venha assistir ao filme Chocolate (2016), do diretor Roschdy Zem, com o ator Omar Sy, que ficou famoso pelo seu papel no filme “Intocáveis”! A sessão começa pontualmente às 19 horas e é gratuita. O filme terá legendas em português. 😉 Classificação indicativa: 14 anos.

    En savoir plus
  • 12

    fevereiro

    12 de fevereiro de 2020

    Sala Le Corbusier - Séraphine, de Martin Provost.

    Com Yolande Moreau, Ulrich Tukur, Anne Bennent

    125 min. Drama. 12 anos.

    Vencedor de sete prémios da 34ª edição dos Césares, entre os quais os de melhores filme, realizador e atriz.

    Sinopse: Um drama histórico sobre o destino de Séraphine Louis, uma mulher pobre, empregada de limpeza, que atingiu breve notoriedade como pintora antes de morrer na solidão e miséria, num hospital psiquiátrico em 1942, com quase 80 anos. Em 1912, Wilhelm Uhde, seu patrão e coleccionador de obras de arte, célebre por ter descoberto Picasso, encontra os seus trabalhos e fica fascinado com a pureza visionária da obra de Séraphine.

    Divina Luz, de Ricardo Salles de Sá. 2017. Vitória / Espírito Santo, Brasil.

    15 min. Curta-metragem. 14 anos.

    Acervo do Festival Curta Brasília. Vencedor do Prêmio Cine França Brasil no Curta Brasília 2018.

    Vida e pensamento de Luz del Fuego, bailarina naturista que balançou as estruturas morais do Brasil entre o final dos anos 1940 e início dos anos 1950.

    En savoir plus
  • 19

    fevereiro

    19 de fevereiro de 2020

    Sala Le Corbusier - Jacquot de Nantes

    De Agnès Varda. 1991. França.

    Com Philippe Maron, Edouard Joubeaud, Laurent Mounier.

    118 min. Comédia dramática. 12 anos.

    Sinopse: Jacquot de Nantes conta a história de um menino criado numa garagem onde todos gostavam de cantar. Um menino que sonhava com cinema, mas cujo pai obrigou-o a estudar mecânica... É um filme sobre Jacques Demy e as suas memórias, sobre uma infância feliz, apesar da guerra e do período de pós-guerra. É a evocação de uma vocação, filmada pela mulher que Jacquot conheceu em 1958 e que, desde então, tem compartilhado sua vida.

    En savoir plus
haut de la page